Montagem de estúdio fotográfico! – DICAS

TREV Dicas para montagem de estúdio fotográfico

Um estúdio fotográfico possui inúmeras vertentes e modos de montagem, tudo depende de qual tipo de trabalho que o fotógrafo deseja realizar, qual seu nicho ou foco. Abaixo apresentaremos uma introdução simplória para montagem inicial de um estúdio básico.

– Câmera

Não existe a câmera ideal para se iniciar o trabalho em um estúdio fotográfico, tudo dependerá do serviço que o fotógrafo deseja realizar. O ideal são as câmeras DSLR, pois além de possuir uma qualidade superior, dá um ar mais profissional ao trabalho (ninguém gostaria que a sessão de estúdio fosse com uma câmera compacta). Porém, não adianta se preocupar com câmeras com o maior megapixel, o investimento nessas câmeras não fará muita diferença, e o dinheiro economizado, poderá ser revertido para investir em lentes.

– Espaço

Na hora de escolher o local onde o estúdio será montado, não se esqueça de que além da área que será utilizada para as sessões fotográficas, um espaço para guardar adereços, ou ainda, se deseja propiciar mais conforto aos clientes, área de pelo menos 5×5 (pode chamar esse espaço de camarim), será muito bem vindo.

– Fundo

O básico para o fundo de estúdio, é ser infinito, ou seja, ele deve pegar do alto da parede (uma altura razoável para ter espaço para fotografar o assunto desejado) e deve avançar até pelo menos 1 metro no chão.

O fundo pode ser feito de papel, tecido, TNT, borracha ou mesmo na construção na parede, o importante é ser um fundo liso.

O grande problema dos fundos de tecidos e da construção direto na parede é que sujam muito rápido, e no caso do tecido, ainda tem o problema de criar dobras, e por experiência própria, irá lhe dar um grande trabalho na pós produção.

– Paredes

Recomenda-se que as paredes do local escolhido sejam brancas, AO MENOS QUE, o estúdio seja pequeno, nesse caso, escolha cores mais fortes e neutras, como cinza ou preto, pois caso a parede seja branca, você não terá muito controle na iluminação que irá rebater no ambiente.

TREV Exemplo de estúdio fotográfico

Iluminação

O exemplo acima é um modelo (muito) SIMPLES para retratos de pessoas. Consistem em um iluminador principal, uma luz de preenchimento (que não precisa ter a mesma potência da luz principal), e uma luz de fundo. A iluminação pode ser feita através de LED Studio, flashes, etc, tudo depende do modo de trabalho e o efeito desejado (em alguns casos, apetrechos como sombrinhas, difusores, hazy, etc, serão necessários).

– Energia

A iluminação de um estúdio é bem pesada, portanto em casos mais simples, não será necessário uma instalação diferenciada, porém, é recomendado que não coloque mais de um iluminador em cada tomada.

Existem outras milhões de dicas, mas esse é o básico, a partir disso, o fotógrafo poderá pegar experiência e “ousar mais”, tanto em acessórios, quanto nas sessões fotográficas.

Nesse ramo, ter paciência é o mais importante, nada acontecerá da noite para o dia e a caminhada será muito difícil. O mais importante é sempre estudar, pois não basta ter uma câmera boa, se faltar conhecimento e conteúdo.

Iluminadores, LEDS, flashes, rebatedores, etc, nada disso será realmente importante se o fotógrafo não se empenhar  e procurar evoluir todos os dias e dar o melhor de si para seus clientes.